nadar!

 

 

 


 

JOANNA HERDA OURO INESPERADO

De: http://jc3.uol.com.br/jornal/identificacao.php?url=http%3A%2F%2Fjc3.uol.com.br%2Fjornal%2F2009%2F05%2F09%2Fnot_329787.php
Date: 11-05-2009

o

Joanna Maranhão ganhou ouro ontem, mesmo tendo sido a segunda colocada, em prova no Troféu Maria Lenk, no Rio de Janeiro. A pernambucana herdou o primeiro lugar da chilena Kristel Kobrichnos nos 400 m livre, que quebrou o recorde sul-americano, com o tempo de 4min11s83. Joanna festejou, pois a regra do Campeonato Brasileiro não permite que estrangeiros sejam premiados – eles participam mais para medir forças com os melhores do esporte na América do Sul. A marca de 4min12s19 da pernambucana, agora, é recorde da competição.

oo

Outro que se deu bem ontem foi Leonardo Guedes, pernambucano radicado em Florianópolis. Leo encerrou os 200 m costas na segunda posição e, por muito pouco, não conquistou o índice, com 2min00s10 – a marca exigida pela CBDA para a prova era 1min59s52. No caso de Joanna, o que mais impressionou foi o fato de disputá-la apenas para pontuar pelo Minas Tênis, seu atual clube. Esta é uma maneira de os atletas ajudarem suas equipes a disputar o título geral da competição. Especialista nos 200 m e 400 m medley e nos 200 m borboleta, a pernambucana desbancou nomes como Poliana Okimoto, símbolo das provas de fundo da natação nacional.

ooo

Outras duas nadadoras do Estado caíram na piscina, ontem, no Complexo Maria Lenk, e tiveram atuações razoáveis. Etiene Medeiros disputou a forte final dos 50 m borboleta e encerrou na quarta posição. Já a jovem Thatiane Quirino competiu na final B dos 200 m costas e ficou com a quarta posição, que no geral é o equivalente à 12ª colocação.

oooo

RECORDE MUNDIALFelipe França bateu ontem no Maria Lenk o recorde mundial nos 50 m peito. Com 26s89, deixou para trás o sul-africano Cameron van der Burgh. A última vez que um brasileiro quebrou um recorde mundial em piscina de 50 m foi no distante 1982, com Ricardo Prado, nos 400 m medley, no Mundial de Guayaquil, no Equador.