nadar!

 

 

 


 

Veto a supermaiô vai gerar burocracia no Mundial de Roma

De: http://esporte.uol.com.br/natacao/ultimas/2009/05/20/ult77u2341.jhtm
Date: 21-05-2009

o

Quem quiser usar algum dos 202 modelos de supermaiôs aprovados pela Fina no Mundial de Roma, em julho, terá de cumprir uma série de procedimentos. Como algumas peças foram consideradas 'ilegais', os nadadores deverão enviar os trajes que pretendem utilizar no torneio com antecedência à Fina. Eles serão analisados e identificados. A informação foi confirmada por Ricardo de Moura, membro do comitê técnico da Fina. "As peças terão que ser encaminhadas pelos nadadores e retiradas no momento da competição, se forem aprovadas. Não é o ideal, mas é o que é preciso ser feito para tentar dar um pouco mais de igualdade de competição entre os atletas", afirmou o dirigente.

oo

Ainda segundo Moura, a medida era necessária para garantir a lisura do Mundial. Não é, para ele, o procedimento ideal. "Bom seria se o nadador pudesse chegar no local da competição e pudesse escolher, no estande das empresas, qual maiô gostaria de usar, comprar, e pronto. Mas infelizmente, pelo menos por enquanto, isso não é possível", completou. A Fina divulgou nesta terça-feira uma lista de 202 peças aprovadas para uso no Mundial de Roma. A lista de supermaiôs analisados pela entidade contava com 348 modelos. As empresas reprovadas ainda tem 30 dias para fazer adaptações para submeter seus produtos a uma nova análise.

ooo

Desta maneira, modelos como o Jaked J01, utilizado por Felipe França na quebra do recorde mundial de 50 m peito, e o X-Glide, projetado sob medida para Cesar Cielo e Alain Bernard, podem 'voltar ao mercado'. Com o veto aos supermaiôs, alguns recordes podem ser anulados pela Fina. Entre eles está justamente o de França (26s89 nos 50 m peito) e Alain Bernard (46s94) nos 100 m livre. A marca de 20s94 obtida por Frédérick Bousquet nos 50 m livre também está ameaçada. A Fina deve agora agendar uma nova reunião para debater se os recordes obtidos com os supermaiôs 'ilegais' devem ou não ser mantidos.

oooo

A decisão pode fazer com que os atletas tenham que antecipar a decisão de qual peça irá usar no Mundial. Cielo, por exemplo, competiu com diferentes modelos da Arena no Troféu Maria Lenk e ainda não sabe qual modelo irá utilizar. França também tem dúvidas e, entre seus planos estava até mesmo testar o vetado X-Glide.