nadar!

 

 

 


 

Cielo brilha em melhor Mundial da história do Brasil

De: http://www.gazetaesportiva.net/nota/2009/08/03/592132.html
Date: 03-08-2009

o

No Mundial de Esportes Aquáticos de Roma, encerrado no último domingo, o Brasil protagonizou sua melhor performance na história da competição. A delegação nacional volta ao País com quatro medalhas, 18 finais na natação, um recorde mundial, nove recordes de campeonato, seis tempos das Américas e 32 novas marcas sul-americanas. Entre as outras modalidades, o nado sincronizado entrou em cinco finais de seis provas e César Castro está no grupo dos cinco melhores do mundo nos saltos ornamentais. No pólo aquático, Camila Pedrosa marcou 16 gols e terminou na vice-artilharia ao lado da grega Angeliki Gerolimou e da espanhola Gil Blanca. O nadador César Cielo brilhou como nunca em Roma. Meses depois de conquistar o ouro nos 50m livre e o bronze nos 100m livre nos Jogos de Pequim-2008, o atleta foi campeão mundial nas duas provas e ainda cravou a melhor marca de todos os tempos na distância mais longa.

oo

De quebra, repetiu o feito do lendário Alexander Popov. Ambos são os únicos a triunfar na prova de 50m livre dos Jogos Olímpicos e manter a hegemonia no Mundial. Dono de quatro medalhas olímpicas e seis mundiais em provas de velocidade, o russo venceu nos Jogos de Barcelona-1992 e no Mundial de Roma-1994. "Não estou desesperado por férias. Natação não tem jeito. É se matar, competir e buscar a evolução, porque quero continuar ganhando. Estou com a cabeça de que quero voltar a treinar, quero baixar o meu tempo nos 50 metros. Minha fase festeira passou. Quero olhar para trás e me orgulhar do que eu fiz. Quero deixar o meu nome na natação", disse Cielo. O nadador pretende passar uma semana na Itália com a família e permanecer no Brasil até o final do ano. "Vou me refazer. Tenho 22 anos, mas estou todo quebrado! Ombro doendo, joelho machucado. O Brasil é o lugar onde eu me acerto pra voltar a tomar pancada de novo nos Estados Unidos", explicou. Além de César Cielo, saudado como astro pelo público do torneio e pela imprensa europeia, o Brasil ainda contou com a medalha de bronze de Poliana Okimoto na prova de 5 quilômetros de maratona aquática e com a prata de Felipe França nos 50m peito.

ooo

Na Itália, o País quebrou um jejum de 15 anos em branco no Mundial. Um brasileiro não ganhava medalha desde a edição de 1994 da competição, quando Gustavo Borges conquistou o bronze nos 100m livre e no revezamento 4x100m livre ao lado de Fernando Scherer, André Teixeira e Teófilo Ferreira. "Ganhamos mais que medalhas, ganhamos credibilidade. Tivemos um nível de eficiência forte. Isso significa que 82% da delegação chegou pelo menos até a semifinal. Temos hoje 60 nomes já mapeados que podem chegar em 2012. É uma geração espetacular", comemorou Ricardo Moura, supervisor técnico de natação da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA). Já Coaracy Nunes, presidente da entidade, quer transformar o Troféu Chico Piscina (torneio infantil) em uma competição da Federação Internacional de Natação (FINA). "Ali é o celeiro de onde saíram Cielo,Thiago, Kaio e todos os que hoje estão no topo", declarou.

oooo

Confira os resultados dos brasileiros nas 18 finais de natação: 1º Cesar Cielo - 50m livre 1º Cesar Cielo - 100m livre 2º Felipe França - 50m peito 4º Thiago Pereira - 200m medley 4º Thiago Pereira - 400m medley 4º Kaio Márcio - 100m borboleta 4º 4x100m livre masculino 4º 4x100m medley masculino 5º Gabriella Silva - 100m borboleta 5º Kaio Márcio - 200m borboleta 7º João Gomes - 50m peito 7º Henrique Barbosa - 200m peito 8º Henrique Barbosa - 100m peito 8º Gabriel Mangabeira - 100m borboleta 8º Daynara de Paula - 50m borboleta 8º Fabíola Molina - 50m costas 8º Nicholas Santos - 50m borboleta 8º 4x100m medley feminino